Questions? Feedback? powered by Olark live chat software

Fête de la Victoire: o que os franceses celebram no dia oito de maio?

Por Administrativo maio 08, 2020
fête de la victoire

Dia oito de maio é feriado na França, é o dia da chamada Fête de la Victoire. Mas que vitória é essa que os franceses celebram, você sabe? Não? Bom, neste artigo, a gente conta tudo o que você precisa saber sobre esta data tão importante da História da Europa e do Mundo!

 

Depois de quase seis anos de guerra, em 30 de abril de 1945, Hitler suicidou-se em seu bunker. Os Aliados que ocupavam a Alemanha desde fevereiro desse mesmo ano viram, dias após a morte do líder nazista, as tropas que defendiam a cidade de Berlim se renderem, em 3 de maio de 1945.

O general Alfred Jodl, chefe do Estado-Maior da Wehrmacht, assina, então, em 7 de maio, na cidade de Reims, na França, a rendição incondicional dos alemães. No dia seguinte, no dia 8 de maio de 1945 portanto, às 23:01, os combates são finalmente cessados na Europa. 

Um novo ato de rendição é firmado, desta vez em Berlim, no dia 8 de maio, entre os comandantes militares alemães e os aliados, retificando, assim o primeiro ato. 

A rendição dos alemães no dia oito marca, portanto, o fim da Segunda Guerra Mundial no continente europeu.

Contudo, é apenas em setembro de 1945, com a rendição do Japão, que a guerra termina oficialmente e de uma vez por todas.

 

Oito de maio, uma data controversa

Não são todos os países da Europa, no entanto, que fizeram do 8 de maio um feriado em comemoração ao fim dos combates contra a Alemanha Nazista. 

Na verdade, além da França, apenas a República Tcheca e a Eslováquia comemoram a rendição nesta data. Os russos, por exemplo, celebram o fato no dia 9 de maio (até porque, quando do momento do fim dos combates na Europa, às 23:01, graças ao fuso horário russo, já era dia 9 em Moscou).

E mesmo na França, as homenagens à data de rendição alemã nem sempre coincidiram com um feriado no dia 8.

A princípio, no ano seguinte ao fim da guerra, tinha ficado estabelecido que comemoraria-se a rendição se o dia 8 de maio caísse em um domingo, e se não fosse o caso, deslocaria-se a celebração para o próximo domingo do mês, o que não deu muito certo, porque a data podia coincidir com a festa dedicada à Joana D’Arc.

Em 1953, dia 8 de maio é fixado como sendo feriado, mas não por muito tempo, porque em 1959 a data volta a ser comemorada no segundo domingo do mês. Mas, pasmem, em 1968, tudo muda mais uma vez, e a celebração volta a ser comemorada dia 8, mas deixando de ser feriado.

E como reviravolta pouca nesta história é bobagem, em 1975, o presidente Valéry Giscard d’Estaing decidiu suprimir a comemoração da vitória sobre a Alemanha Nazista, em nome da reconciliação franco-alemã, e por isso criou o “Dia da Europa”.

Porém, no ano de 1981, temos novas mudanças! Pois François Mitterrand declara, dessa vez pela última vez até os dias atuais, o dia 8 de maio como sendo feriado em memória do fim da Segunda Guerra e dos seus combatentes.

Assim, desde então, a data virou uma espécie de ritual, onde o Presidente eleito passa em revista as tropas posicionadas na Place de L’Étoile, deposita uma grinalda de flores, e depois reacende a chama do sepulcro do soldado desconhecido (le tombeau du soldat inconnu), em homenagem aos soldados que morreram pela França.

Ufa! Quanto plot twist para uma data só, não é mesmo? Se você gostou de saber da história do oito de maio na França, conta para a gente aqui nos comentários!

Social Shares

Artigos relacionados

1 Comentários

Escrever comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *

  • MARIA AUXILIADORA BARROS THOME THOME

    Par mim foi muito bom conhecer um pouco sobre esse dia na França.

    Responder