Trabalhar na França: esclarecendo dúvidas frequentes

4 de agosto de 2020
Por  Administrativo

Uma das maiores economias da Europa; um dos principais polos de tecnologia do mundo; importante referência para a cultura, para o pensamento, para a educação e para a pesquisa científica de todo o Ocidente… É óbvio que estamos falando da França, nação que está entre as grandes potências mundiais

Os fatores elencados se somam ainda à ótima qualidade de vida e às boas oportunidades profissionais oferecidas. O país, além de ser bem avaliado nos quesitos segurança, saúde e educação, abriga empresas de dimensão global!

Todas essas coisas fazem com que cada vez mais pessoas sonhem em estabelecer residência na França. Sonho esse que já está se tornando realidade, pois, segundo o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, estima-se que há aproximadamente 60 mil brasileiros morando em solos franceses.

Você também é um daqueles que desejam integrar essa estatística e se mudar, quem sabe, para Paris, Lyon, Marseille ou Toulouse? Se sim, é provável que suas principais dúvidas estejam ligadas à oferta de empregos e à inserção de estrangeiros no mercado de trabalho francês

Neste artigo, vamos esclarecer três questões comuns às pessoas que desejam trabalhar na França.

 

  1. Quais são as profissões do momento?

Seguindo a tendência mundial, a França tem grande demanda por profissionais que atuam na área da tecnologia e da engenharia (eletrônica, mecânica, de produção, entre outras). São muitas as vagas para desenvolvedores de sistema, para analistas de TI e para engenheiros com as mais diversas especializações.

O país também acolhe bem quem quer construir carreira na área da indústria química, da farmácia, do turismo e das finanças.

 

  1. Como procurar um emprego?

O primeiro passo é montar um currículo francês, o qual é estruturado em cinco partes: informações pessoais, habilidades (compétences), experiências profissionais (expériences professionnelles), formação (formation) e interesses (loisirs).

Em seguida, você pode se cadastrar nos sites das empresas, atualizar o Linkedin ou entrar em contato com uma agência de trabalho. No entanto, vale ressaltar que os sites de recrutamento profissional têm sido muito eficientes nos últimos tempos. Cadastre-se, por exemplo, no indeed.fr, no meteojob.com e no pacajob.com.

No que diz respeito à validação do diploma brasileiro, você pode solicitar um Atestado de Comparabilidade através do centro ENIC-NARIC. O documento é responsável por reconhecer a formação acadêmica obtida fora da França e posicioná-la dentro do sistema de educação francês. 

 

  1. Como conseguir uma autorização para trabalhar?

Para quem não tem cidadania europeia, é necessário um visto de trabalho, o qual deve ser solicitado quando já existe uma proposta de emprego feita por uma empresa francesa.

Há também o visto de estudante, que permite que pessoas que estudem no país trabalhem por até vinte horas semanais. E, finalmente, o programa Férias-Trabalho, lançado em 2018, concede aos brasileiros a oportunidade de trabalhar pelo período de um ano.

 

E aí, ficou interessado? Já está sonhando com uma carreira internacional? Então, não se esqueça de que suas chances de conseguir um emprego na França aumentam muito quando você já domina a língua francesa. Não perca tempo, invista no seu sonho e comece a estudar hoje mesmo!

 

 

Newsletter

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos.