Questions? Feedback? powered by Olark live chat software
(11) 99111-9425
(11) 3031-3599

A importância de saber as diferenças culturais de comportamento

Por Administrativo junho 27, 2019
diferenças culturais

Aprender uma nova língua é muito mais do que aprender a falar, escrever, ler e ouvir nela. Para além disso, existe um lado cultural muito importante em toda a língua que podemos aprender na prática e que às vezes pode parecer difícil de assimilar dentro de um curso de língua regular.

Quando mudamos para outro país, somos bombardeados de informações culturais por todos os lados e, muitas vezes, não sabemos muito bem como interpretá-las. São milhares de diferenças culturais que, quando compreendidas, podem evitar que você se veja em situações desconfortáveis e, com isso, te ajudar a fazer amizades com nativos.

Pensando, resumidamente, em alguns pontos que podem ser aplicados a várias línguas, nós separamos algumas diferenças culturais.

 

Cumprimentando as pessoas

Essa é a primeira interação que você vai fazer com qualquer pessoa. Ela é muito necessária e, ao mesmo tempo, pode gerar alguns momentos desconfortáveis se você não souber as convenções de polidez do país.

Na França, por exemplo, as pessoas costumam se cumprimentar com “bises”, os “beijinhos de bochecha”, a quantidade pode variar de acordo com cada região. Além disso, no supermercado ou na farmácia, você deve dizer “bonjour” e quando for embora desejar um bom dia. Tudo isso é feito automaticamente pelos nativos e, caso você esqueça fazê-lo, você corre o risco de passar por uma pessoa rude.

Na parte francesa do Canadá, os costumes vão ser muito parecidos com a França, por isso você verá os “beijinhos de bochecha” também. Na parte anglófona, em contrapartida, é mais difícil ver as pessoas se cumprimentando com beijinho, o aperto de mão também não é muito habitual, então você perceberá que não é comum tocar em pessoas que você não conhece.

Já na Alemanha, o aperto de mão é a forma como as pessoas se cumprimentam normalmente.

 

Procurando trabalho

Quando você se mudar, procurar um emprego será uma das suas prioridades.  Cada país possui características culturais próprias em relação ao modelo de CV, comportamento em uma entrevista e competências valorizadas.

Na França é comum que o CV seja entregue pessoalmente, mas cada vez mais os franceses se modernizam e aderem ao CV por e-mail. É importante também não esquecer a “carta de motivação” que deve ser entregue junto com o currículo: nela você justificará o porquê está postulando para esse emprego. Além disso, seu “centro de interesses” também deve ser mencionado no documento, algo bem estranho para quem está acostumado com o modelo brasileiro de currículo.

No Canadá a forma mais rápida de conseguir emprego é ir pessoalmente deixar o seu currículo, contudo para quem se interessa em mudar para a parte francófona do país, é possível já sair do Brasil com um emprego garantido, através do Québec en Tête. Muitos brasileiros da área de TI, saúde e administração conseguem emprego nessa região, mas fique atento, pois um dos pré requisitos é falar francês.

Outro país muito popular entre os brasileiros é a Austrália. No país é comum os funcionários realizarem um período de teste antes de serem contratados e, infelizmente, esse período não garante que você vá conseguir o emprego. Fora isso, fique atento também ao modelo de currículo, que é diferente do brasileiro.

 

Serviços

farmácia em ParisEm alguns países é costume de estabelecimentos como farmácia, banco e correio fecharem na hora do almoço, eles geralmente fazem uma pausa de 1h30/2h e voltam a funcionar depois da 13h30. Essa é uma prática não muito usual no Brasil, mas é muito difundida, por exemplo, na França, na Espanha e em Portugal, além disso, nesses mesmos países os comércios costumam permanecer fechados aos domingos ou às segundas.

Em relação aos restaurantes, a prática de dar gorjetas varia dependendo do país, na França e na Alemanha, por exemplo, a gorjeta já está inclusa na conta. No Canadá, por outro lado, o cliente deve deixar uma gorjeta de 15% à 20% em relação ao valor da conta, inclusive no Quebec.

 

Vida noturna

Além das questões cotidianas, é sempre importante sair para se divertir! Nessas ocasiões, você também deve encontrar algumas diferenças culturais.

Na Alemanha, por exemplo, é comum ver as pessoas bebendo cerveja na rua, mesmo de dia, já que quando escurece os alemães gostam de  curtir em bares e casas noturnas.

Na França, o cenário não muda muito, os franceses adoram ir ao bar e à balada. Contudo, é importante saber que se você sair da mesa do bar para pegar uma bebida, segundo a polidez francesa, você deve pagar bebida para os seus amigos também, então pense bem antes de levantar.

Os irlandeses e os ingleses adoram ir ao pub, pode parecer clichê falar isso, mas é a verdade. Na Irlanda é proibido beber em locais públicos como parques ou ruas e os mercados só vendem bebidas alcoólicas entre 10h e 22h, então os irlandeses recorrem aos pubs. Na Inglaterra, não fique sentado esperando a sua cerveja, porque ela nunca vai chegar. Se você quiser beber, deve se dirigir ao bar e pedir a sua cerveja com o máximo de precisão possível, ou seja, se você vai querer cerveja escura ou clara e qual o tamanho. Além disso, ao contrário do que estamos acostumados no Brasil, os ingleses nunca dividem suas bebidas, independentemente do tamanho delas. É bastante comum por lá ver grupos de amigos em que cada um porta sua própria garrafa.

 

Se prepare para mudar de país!

Pensando em comportamento, os países francófonos são os que possuem maior similaridade cultural com o Brasil, por isso existem muitos brasileiros imigrando para o Quebec ou para a França.

 

Conheça mais sobre outros países francófonos também!

Social Shares

Artigos relacionados

Escrever comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *