Questions? Feedback? powered by Olark live chat software
0800 777 0445
(11) 3031-3599

Minidicionário para apaixonados por perfume

Por administrador Fevereiro 26, 2018
Novidades e noticias da frança e de nosso grupo

Quem não pensa na cultura francesa quando o assunto é perfume?

Embora a invenção do perfume remonte à História Antiga, os franceses levam a fama por terem lançado grandes nomes da perfumaria mundial e a primeira “eau de cologne”.

Até a Idade Média, na Europa, os usos das fragrâncias estavam mais associados a fins religiosos e até medicinais em inúmeros tratamentos como, por exemplo, a fumigação de ervas contra a peste negra. Logo depois, já no século XVII, os perfumes, os óleos, pomadas e águas perfumadas ganharam espaço no quotidiano dos europeus, sendo mais associados à higiene que o famigerado “banho”.

Na França, um evento que ganhou muita repercussão foi o costume das luvas perfumadas entre os nobres, que se destacou ainda mais quando os produtores de perfumes criaram os venenos perfumados, o que levou uma duquesa francesa à morte por intoxicação ao usar luvas envenenadas. Logo depois, a corte de Louis XV ficou conhecida como “corte perfumada” por aromatizar as roupas e até as mobílias.

O sucesso do perfume finalmente saiu da corte e se tornou popular com o famoso “Parfum à la Guillotine” durante a Revolução Francesa, e logo depois com Napoleão Bonaparte, que por gostar tanto de se perfumar, encomendava frascos especiais ao seu perfumista e, pasmem, levava consigo mesmo em batalha! Nesse contexto também o design dos frascos tornam-se importantes, e a indústria de cristais Baccarat é uma das pioneiras nesse aspecto, tendo produzido frascos para Guerlain. Outras casas de perfume como Houbigant, Lubin, Roger et Gallet tomam o cenário mundial e Paris se torna ainda no século XVIII referência número 1 no assunto.

Que amante de perfume não ouviu falar sobre o busto do Classique de Jean-Paul Gaultier, o Angel Star de Thierry Mugler, ou outros nomes como Jean Patou’s Joy, Gucci, Dior, Yves Saint-Laurent? Pois bem, hoje em dia esses nomes são até premiados entre os melhores perfumes do mundo. Pois é, a França não perdeu o seu posto de referência no assunto.

Depois de tantos eventos históricos em que os aromas marcaram, veja a seguir alguns nomes da perfumaria mundial que estão relacionados com a cultura francesa, seja pelo idioma, ou pela forte influência da França na indústria dos perfumes:

1 – Eau de parfum : Sua composição contém fragrâncias cuja concentração é entre 10% e 15% e podem durar até 5 horas. Normalmente as notas dominantes são as medianas da pirâmide olfativa (ver pirâmide olfativa).

2 – Eau de toilette : Suas fragrâncias são classificadas sob uma concentração de 5% a 10% das essências. Dura em média 3 horas na pele e são vendidos em embalagens fáceis de transportar para serem usados por mais vezes no dia.

3 – Eau de cologne: São fragrâncias normalmente apropriadas para climas quentes, pois a concentração de essências é de 2% a 5%. As sua notas dominantes são as de saída e por isso pode ser usado várias vezes ao dia.

4 –Parfum: É conhecido também como “extrait de parfum”, ou seja, é a composição mais concentrada e também mais sofisticada. Sua fixação pode até passar de 7 horas no corpo e exige pouca quantidade pois é muito marcante. Um exemplo clássico desse tipo é o Coco da Chanel.

5 – Fougère: Em francês significa samambaia, mas no universo dos perfumes é o nome de uma família olfativa que combina essências de lavanda, patchuli e musgo de carvalho

6 – Petitgrain: refere-se aos minúsculos frutos recém formados, significa grão pequeno. É extraído das folhas de uma espécie de bergamota.

7 – Família olfativa: Essências com características semelhantes entre si pertencem a uma mesma família, como os cítricos, os amadeirados, os orientais, os florais, os aromáticos, etc. Há várias formas de classificar perfumes, cada grupo de fragrância tem a sua. tabelanotasolfativas3.png

8 – Pirâmide olfativa: Conjunto de matérias primas que compõem um perfume. Elas são divididas em três classificações: As notas de fundo, que são as mais fortes e persistentes, como madeiras e almíscar; as notas de corpo, que estão no meio da pirâmide e são medianas no tempo de fixação, como as florais; e as notas de saída, que estão no topo e são as mais leves, como as cítricas por exemplo. 

9 – Óleo essencial: São compostos aromáticos extraídos de plantas por processos de destilação à vapor, pressão da casca no caso dos cítricos ou extração com o uso de solventes. Os óleos essenciais são muito concentrados e podem ser usados na indústria farmacêutica devido às propriedades medicinais de determinadas plantas.

10 – Sillage: O rastro do perfume ou do aroma quando alguém passa, ou seja, a marca, o traço que fica.

Depois desse mini dicionário de perfumaria, podemos identificar tamanha a influência da cultura francesa nesse ramo que mesmo depois de séculos, quando falamos de bons perfumes, pensamos sempre em nomes franceses.

Mas não para por aí, a cultura francesa é referência em outros temas também! Acompanhe a nossa página para descobrir as próximas curiosidades de la France.

À la prochaine!!!

Social Shares

Artigos relacionados

2 Comentários

Escrever comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *