Questions? Feedback? powered by Olark live chat software

Fête du Travail: O dia do trabalho na França

Por Administrativo abril 28, 2020

Todo primeiro de maio, seja no Brasil ou na França, comemora-se o Dia Internacional dos Trabalhadores. Mas você sabe por que esta data é celebrada? Ou ainda por que os franceses oferecem lírios-do-vale nesta ocasião? Não? Então, confira!

 

Cá entre nós, sabemos que os franceses têm uma certa inclinação às greves e manifestações ‒ inclusive, a última grande greve geral que se deu na França é super recente e durou cerca de 43 dias, se estendendo de dezembro de 2019 a fevereiro de 2020; nessa ocasião, os grevistas se colocavam contra o projeto de reforma da previdência proposto pelo governo Macron. Apesar de longa, e afetando seriamente as redes de transporte de todo o país, a greve foi considerada legítima por 66% da população. Assim, pode-se dizer que, ainda hoje, reclamar seus direitos é algo que faz parte do ethos francês. Mas ao contrário do que muitos possam pensar, o dia do trabalho não é uma invenção francesa.

 

Um sobrevoo sobre a História 

 

Em primeiro de maio de 1886, trabalhadores norte-americanos foram às ruas na cidade de Chicago, nos Estados Unidos, clamar por reduções nas jornadas de trabalho exaustivas  que, naquela época, podiam durar até 17 horas de serviço. Dentre suas demandas, eles pediam por jornadas diárias de até oito horas e também melhores condições de trabalho. Os conflitos em Illinois se estenderam até o dia 4 de maio, culminando na Revolta de Haymarket, que resultou em policiais e manifestantes mortos, inúmeros feridos, e grevistas condenados à morte por enforcamento.

 

Três anos depois, em 1889, em Paris, a Internacional Socialista se reuniu para adotar o primeiro de maio como o Dia Internacional dos Trabalhadores. Mas foi só em 1919 que, na França, houve a regulamentação das oito horas diárias de trabalho. Neste ano, o Senado francês decidiu também que, a partir de 1920, nessa data seria feriado.

 

É, no entanto, durante a Segunda Guerra Mundial que, na França, o primeiro de maio se torna a Fête du Travail et de la Concorde Sociale. Daí em diante, a celebração passa a ser conhecida apenas como “Fête du Travail”.

 

O tal do lírio-do-vale (ou muguet) 

 

Agora, uma tradição que pode parecer um pouco estranha para nós, mas que marca igualmente o primeiro de maio para os franceses, diz respeito ao muguet  (ou para nós, lírio-do-vale) que costuma ser oferecido nesta data. 

 

Há algumas razões para isso ser feito; a primeira delas é que essa flor simboliza a primavera e, em maio, a França ainda está nessa estação. Além disso, os celtas acreditavam que o lírio-do-vale trazia sorte. Mas foi o rei Charles IX que começou a distribuir lírios-do-vale às damas da sua corte em 1 de maio de 1561. Daí nasceu a tradição, que foi verdadeiramente popularizada pelos costureiros parisienses em primeiro de maio de 1900.

 

Hoje, no entanto, a tradição é mantida mais em contextos familiares. É comum que as pessoas comprem ramos de muguet para presentear seus pais, avós e companheiros.

 

Diferente, não é mesmo? Você já tinha ouvido falar nos muguets? Conta para a gente!

À bientôt !

Tags:
Social Shares

Artigos relacionados

Escrever comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *