Questions? Feedback? powered by Olark live chat software
(11) 99111-9425
(11) 3031-3599

Conheça as origens do francês “québécois”

Por Administrativo abril 11, 2019

Muitas teorias tentam explicar a origem do Francês quebequense. A mais aceita, elaborada pelos linguistas Mougeon e Béniak, afirma que os franceses que colonizaram a região falavam um mistura de francês parisiense e o francês da corte francesa e que, assim, o québécois seria um francês popular antigo da França. Essa variante da língua francesa é falada principalmente na província do Quebec, no Canadá, mas também em outras cidades do país. O francês se tornou a língua oficial do país, junto com o inglês, após o que foi chamado de Revolução Tranquila, uma revolução que demandava a atribuição de maior importância à língua francesa.

Pelo Canadá ter sido colonizado pelos ingleses após os franceses, percebemos uma notável presença de anglicismos no quebecois. Neste caso, o anglicismo não é igual o da França, que usufrui de palavras em inglês no vocabulário do dia a dia, tais como “week-end” e “parking”. Nesses casos, o Quebequense prefere usar as palavras francesas como “fin de semaine” e “stationnement”. Na realidade, seu anglicismo provém do fato de que nos meios de trabalho, antes da revolução tranquila, se falava inglês, e assim os francófonos que não dominavam a língua inglesa aprendiam as expressões em inglês e as traduziam de forma literal para o francês. Com efeito, esse anglicismo se difundiu pelo Quebec, e passou a ser um dos principais diferenciais do francês québécois.

Porém, hoje em dia os quebequenses evitam ao máximo o uso de palavras retiradas do inglês e procuram usar as palavras francesas para tudo, diferentemente dos franceses da frança:

Francês do Quebec Francês da FrançaPortuguês
Gomme à mâcher chewing-gumUm chiclete
Fin de semaine week-endFim de semana
Un arrêt Un stopUma parada
Stationner/ stationnement Parker/ parkingEstacionamento

Diferenças linguísticas

O francês québécois é bem distinto do francês que se ouve na França, principalmente no plano lexical, tendo ambos palavras completamente diferentes e sotaques que em nada se parecem. A forma de se falar se parece um pouco com o inglês como se um americano estivesse falando francês, além de ser bem mais anasalado do que o francês da França. Palavras que se usavam antigamente na França ainda são usadas no Canadá e alguns significados mudam, como “cartable”, que na França quer dizer mala de escola e que no Quebec quer dizer fichário. Além disso, pelos quebequenses terem ancestrais marinheiros, muito do seu vocabulário vem desse universo. Assim, algumas expressões que não são mais usadas na França ainda têm uso frequente no Quebec.

O francês quebequense não é difícil de aprender. Com as mesmas bases do francês da França você consegue se virar muito bem no Quebec. O único desafio é a adaptação ao sotaque, que com o tempo se aprende!

O sotaque e a pronúncia do québécois é um dos principais desafios da língua, alguns exemplos são :  

Francês do Quebec Francês da França Português
Pantoute Pas du tout De jeito nenhum
À c’t’heure/ asteureMaintenant Agora
T’sais Tu sais Você sabe
A vuElle a vuEla viu
Je l’ai tu ?Je l’ai ?Eu tenho?

Ficou com vontade de aprender francês?

Saber falar francês é muito importante se você está planejando uma estadia maior na província do Quebec. Se você estiver indo somente como turista, você conseguirá se comunicar somente em inglês também, mas provavelmente a sua experiência vai ser mais intensa se você falar francês, até porque ir para o Quebec é uma experiencia única de falar québécois!

Esse é o quarto artigo da Semana do Quebec no CFOL. Confira a série:

 

#1 Morar no Quebec: as oportunidades que você está perdendo!

#2 Quebec: a província que contrata brasileiros!

#3 Estudar no Quebec: conheça o sistema de educação

#5 Minha experiência em vivendo em Montreal, Quebec

Social Shares

Artigos relacionados

Escrever comentários

Your email address will not be published. Required fields are marked *